Seu Chefe Sabe Que Você Joga?

Habilidades são habilidades, não importa onde você as conseguiu.

Quando escuto algo do tipo, “Jogos não servem pra nada“, esse ponto de vista me deixa perplexo. Uma pessoa quando ganha conhecimentos e habilidades que não tinha antes enquanto joga, não pode os utilizar no dia-a-dia? Em jogos online você joga contra ou ao lado de outras pessoas de verdade, então é uma simulação real. Para quem ainda discorda, tente tirar brevê de piloto e surpreenda-se.

No seu cotidiano, apesar de estar ou não utilizando algumas habilidades adquiridas jogando, você provavelmente não fala onde as aprendeu. Muitas pessoas acreditam que todos os videogames são um desperdício de tempo, até mesmo algumas que os jogam (particularmente aquelas que acreditam que games não têm nada a ver com a vida real). Outro dado interessante é que, o número de pessoas que pensam que todo mundo que joga é viciado parece não estar diminuindo, apesar da amplitude que os games tomaram hoje em dia.

Alguns gestores jogam com seus empregados, outros até jogam no trabalho. Mas destes nem todos jogam World of Warcraft, no entanto quem joga compreende que hora de lazer é hora de lazer. Desde que não interfira com o desempenho no trabalho, quem se importa?

Infelizmente, muitos empregadores acreditam que o estigma ligado aos videogames é válido e julgam seus empregados de acordo. Quando notar que seu chefe é desses que acreditam que “videogames são coisa do mal“, é bom não contradizê-lo. Não se assuste e mantenha sua vida gamer só pra você, não conte nem mesmo aos seus colegas do local. Enquanto esse preconceito existir no ambiente de trabalho o melhor a se fazer é “ficar na sua“.

O que os seus gestores pensam a cerca de Diablo, Starcraft ou WoW? Eles sabem que você joga? Se não, por que?

Comments are closed.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: