Você Lê as Histórias das Missões?

Uma das desvantagens de não se ler as histórias, é não entender o significado desta imagem, por exemplo

Ao contrário de muitos jogadores eu ainda faço missões como principal forma de avançar de nível um personagem. Sei que não se trata de uma opinião muito popular nestes dias de Localizadores de Masmorras e Raides. Desde meu primeiro personagem eu avanço através das missões. Quando o jogo ainda era em inglês, tenho de confessar, eu tinha certa preguiça de ler as histórias por trás das missões, não por não saber inglês mas por ter que raciocinar mais que o cotidiano da minha língua. Eu só lia os objetivos e pronto, muitos que começaram a jogar antes da localização pro português também faziam isso, eu até tentava ler tudo, mas depois de esbarrar em uma ou outra palavra que faltava em meu dicionário mental já partia pro mais prático.

Hoje com o jogo totalmente traduzido é muito prazeroso ler e entender tudinho. É muito bom ver o trabalho que a equipe de desenvolvimento ainda dedica a cada detalhe da história. A imersão no universo de Warcraft atinge outro nível. Não poderia deixar de falar do primoroso trabalho de localização que foi além da simples tradução literal dos textos, adaptando até mesmo as piadas internas e as trazendo para a realidade brasileira, /aplausos a equipe Blizzard-Brasil pelo trabalho esplendoroso.

Após reconhecer o ótimo trabalho feito, vamos analisar por outra perspectiva. Depois de cumprir 4.753 missões, isso mesmo e se não estou enganado, não chega a 70% do total de missões do jogo sem contar algumas centenas de Missões repetitivas Diárias quase sempre com a mesma mecânica. Converse com um(a) PNJ [NPC] que possui uma exclamação (!) sobre ele(a), cumpra a missão e entregue para um PNJ com uma interrogação (?), que na maioria das vezes se trata do mesmo que deu a missão a princípio. Sem contar as missões que envolvem derrotar (matar) bichos, monstros, PNJ e coletar, peles, presas e qualquer coisa que se possa arrancar do corpo morto de um adversário. Com certeza se esses números aparecessem nas estatísticas de cada jogador e jogadora de World of Warcraft passariam da casa dos milhões por personagem. A é… isso só com um personagem e pra quem tem um de cada classe como eu tenho?

Aonde quero chegar com todo esse MIMIMI, você se pergunta?

Bem, eu comecei a parar de ler as Missões, como já dito acima e apenas ver o que eu tinha que coletar, então ir lá e coletar e pronto. Os objetivos da missão me dizem tudo o que preciso conseguir. Não me importava mais o porque ou como os Orcs Rocha Negra [Blackrock] conseguiram invadir Vila Norte [Northshire], só me importava o que eu tinha de matar. Sinceramente espero que essa nova mecânica de Cenários [Scenario] traga a pitada de RPG de mesa que falta ao WoW. Já está mais do que na hora de aperfeiçoarem a maneira como as missões são feitas. Confesso que vou me esforçar para avançar meu Pandaren/Monge [Monk] do nível 1 ao 90 lendo todas as missões, sem pressa alguma, já o Arraesador nem vai ver o que tiver atropelando enquanto avança pelos níveis 85 a 90.

E você, procura ler o porque das coisas por trás de cada missão? Você mergulhar de cabeça nos textos ou simplesmente pega os itens, faz o que for preciso e segue em frente?

Comments are closed.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: